Numa nota de imprensa, chegada nesta sexta-feira à Angop, o BPC diz ter tomado conhecimento, no dia 14 deste mês, através dos meios de Comunicação Social, da abertura de um processo de inquérito com a finalidade de aferir a veracidade dos factos contidos na denúncia efectuada por desconhecidos e, em consequência, responsabilizar-se criminalmente os autores de tais prática.

Na nota, o Conselho de Administração do BPC refere que tem exigido dos seus colaboradores elevados padrões de boa conduta e rigor no cumprimento dos princípios éticos e profissionais subjacentes à actividade bancária.

Nesta quinta-feira, a PGR informou que tomou conhecimento, através das redes sociais, da existência de um esquema de corrupção que visa alguns funcionários da Direcção de Pequenos Negócios (DPN) do Banco de Poupança e Crédito (BPC).

Na sequência das denúncias, a PGR, através da Direcção Nacional de Prevenção e Combate à Corrupção, instaurou um inquérito para aferir a veracidade dos factos e, caso seja confirmada, responsabilizar criminalmente os autores destas práticas.

A PGR recomenda ainda aos lesados ou quem tenham informações sobre esse esquema a denunciar junto da referida direcção nacional.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.