Amílcar da Costa divulgou este facto à Angop, na Feira Internacional de Luanda, que decorre desde terça-feira última até ao dia 27 de Julho.

Explicou que estes investimentos estão directamente controlados pela empresa, excluindo a sua quota de investimento social em projectos financiados pelos blocos onde a BP é parceira.

O responsável acrescentou que esta é a base global do investimento feito pela BP Angola, participando deste modo de forma activa no desenvolvimento do país, principalmente do capital humano.

Disse que desejam ter uma presença sustentável no país, por isso tem que continuar a investir na educação, e outros projectos de apoio empresarial, capacitando os mesmos para terem uma influência relevante nas actividades de crescimento de Angola.

“A BP aposta fortemente na educação a todos os níveis, porque este sector é o pilar de desenvolvimento de qualquer sociedade”, relembrou a fonte.

Por exemplo, prosseguiu Amílcar da Costa, na província de Benguela a empresa esta a financiar a construção de escolas e a capacitar camponeses, tendo muitos deles conseguido organizar-se em associações e criarem bases suficientes para trabalhar nos campos de forma organizada.

Afirmou que  BP tem um compromisso, a longo prazo com o país,  o de contribuir para o desenvolvimento de Angola e dos cidadãos, através do programa de educação e capacitação no investimento do capital humano.

Pelo menos 805 expositores nacionais e internacionais estão presentes nesta 31ª edição que tem o seu término marcado para 27 do corrente mês.

A Filda é um evento multissectorial de exposição e negócios que junta anualmente, desde 1983, empreendedores nacionais, de África, América, Europa e Ásia para exporem produtos e serviços, assim como contactos de parcerias.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.