Segundo o governante, que falava na abertura do fórum, que conta com a participação de mais de 400 investidores nacionais e estrangeiros, 141 mil milhões de kwanzas estão já disponíveis em oito bancos noâmbito do Programa de Apoio ao Crédito, além de outros 296 mil milhões de kwanzas que poderão ser disponibilizados por parte dos bancos também para apoiar o crédito.

“Há outras linhas de crédito disponíveis junto do Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA), entre elas uma de facilidade do Deutsche Bank de cerca de mil milhões de dólares, para financiar investimentos do sector privado, com realce para os ligados as exportações, em que a Huíla é muito forte e estamos à espera que surjam bons projectos”, acrescentou o secretário de Estado da economia.

Sérgio Santos frisou que até afinal de Dezembro o Ministério e os bancos se deslocarão às zonas de produção para discutir as oportunidades e as necessidades de financiamento.

Felicitou o governo e os empresários da Huíla que pela segunda vez conseguiram realizar esse fórum de negócios e oportunidades de investimento.

“Queremos que esse fórum tenha uma natureza de caracter prático, os empresários conhecem bem as nossas dificuldades e ficarmos sempre a lamentar sobre elas, não é prático, por isso mesmo orientamos o guichet único da empresas para trabalhar nesse fórum e registar as empresas que precisam ser registadas nesses dois dias”, declarou.

Informou ainda que os empresários nacionais e estrangeiros que quiserem constituir as suas empresas poderão fazê-lo nesses dois dias de actividade, onde está um guichet competentente do ministério, iniciativas que ilustram de forma clara o que o governo quer fazer em matéria de melhoria do ambiente de negócios.

“Os empresários nacionais e estrangeiros têm de ter a vida facilitada para realizar as suas actividades”, concluiu.

O Invest Huíla é uma unidade “ha doc” do Governo da Huíla, inserida no gabinete de estudos, planeamento e estatística que se encarrega da promoção, atracção e divulgação do potencial económico e social da província com vista a mobilização de investimentos públicos e privados.

Estão em abordagem, entre outros temas, a nova lei do investimento privado e o ambiente de negócios em Angola, oportunidades de negócios na província da Huíla e na região sul do país, estratégia de captação de investimentos estrangeiros para projectos empresariais privados, evolução no sector empresarial privado em Angola e gestão certificação da qualidade dos produtos agro-alimentares em Angola.

A primeira edição teve lugar em Outubro de 2015.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.