“A produção do reino para junho, depois dos cortes ditados e voluntários, será de 7.492 milhões de barris por dia”, informou o Ministério da Energia saudita à agência oficial SPA.

O Ministério da Energia saudita indicou hoje que pediu à empresa do Estado saudita Aramco para reduzir a sua produção em um milhão de barris por dia a partir de junho, com o objetivo de sustentar as cotações do petróleo.

Com este corte, a produção do maior exportador de petróleo do mundo baixará para cerca de 7,5 milhões de barris por dia, precisou o Ministério da Energia saudita num comunicado citado pela agência oficial SPA.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.