Essa informação foi prestada hoje (quarta-feira) à imprensa, em Luanda, pelo Xeike Ahmed Dalmoor Al Maktoum, no final duma audiência concedida pelo Presidente da República, João Lourenço.

O Xeike dos Emirados Árabes Unidos sublinhou que a montagem de tractores estará voltada para o mercado interno (Angola), da África Austral e Central.

Para a referida fábrica, os Emirados Árabes Unidos propuseram-se a investir cerca de dois mil milhões de dólares americanos (USD), que também será utilizado na produção de electricidade, gás e na agricultura.

No que concerne a outros projectos no país, o Xeike Ahmed Dalmoor Al Maktoum confirmou a construção, dentro de dois anos, de um armazém para produtos petrolíferos, numa aposta que considerou estratégica para Angola.

Ainda no sector dos petróleos e do gás, informou que foi discutido a implementação de projectos nos campos de pequena e média dimensão.

Com o Chefe de Estado angolano, Ahmed Dalmoor Al Maktoum analisou também a expansão e a modernização do Novo Aeroporto Internacional de Luanda (NAIL), em construção na zona de Bom Jesus, em Luanda.

As obras de construção do NAIL estão a registar correcções de engenharia, funcionalidade e designer.

Ahmed Dalmoor Al Maktoum, que está em Angola desde terça-feira para uma visita de 48 horas, manifestou o desejo de recrutar o maior número de angolanos possível para os projectos em curso no país.

Esta visita visa materializar o Projecto dos Centros de Excelências de Serviços Agrícolas em Angola, bem como impulsionar questões relacionadas com os “pré-acordos” rubricados com o Ministério da Agricultura e Florestas de Angola.

A intenção é dar sequência às iniciativas para o desenvolvimento da Fazenda América, no Cuanza Sul, bem como ao Programa de Mecanização Agrícola em Angola, plasmados nos referidos Memorandos de Entendimento entre os dois Estados.

Angola e os EAU (no Golfo Pérsico), membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), rubricaram, em Junho de 2015, um acordo de cooperação económica e técnica e outro para a criação de uma Comissão Mista.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.