O tema foi apreciado por uma delegação da Amangola, chefiada pelo seu presidente, Job Capapinha, com o embaixador de Angola em Portugal, Carlos Alberto Fonseca, com o Representante Permanente de Angola junto da CPLP, Luís de Almeida, e com o Cônsul Geral de Angola em Portugal, Narciso do Espírito Santo, em audiências separadas.

Segundo uma nota de imprensa da Amangola, o processo de solicitação da adesão deverá ocorrer por via diplomática.

A nomeação da delegação permanente da Amangola em Portugal, a criação do Fórum de Associações para o Desenvolvimento Local da CPLP e a mobilização da Comunidade Angolana em Portugal também foram apreciadas, nas audiências.

A Amangola possui um protocolo de cooperação com a ANIMAR - Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local, e perspectiva outro com a ANMP - Associação Nacional de Municípios Portugueses.

A delegação da Amangola efectua, desde o dia 10 de Julho, uma visita de três dias a Portugal, para fortalecer as relações associativas existentes e trocar experiências no domínio do desenvolvimento e das autarquias.

A delegação vai reunir com as direcções da Animar e da ANMP - Associação Nacional de Municípios Portugueses, presididas por Marco Domingues e Rui Solheiro.

Ainda em Lisboa, a Delegação vai manter contactos com a Associação Nacional de Jovens Agricultores Portugueses e com a Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas e do Crédito Agrícola de Portugal.

Integram a delegação da Amangola, os vice-presidentes, Mário Adriano João e Tomás Bica Mumbundo.

A Amangola é uma instituição de utilidade pública que se assume como parceira do Estado Angolano, na concepção e execução de políticas comunitárias e de desenvolvimento local, de entre outras.

A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa é uma organização internacional formada por países lusófonos, cujo objectivo é o "aprofundamento da amizade mútua e da cooperação entre os seus membros".

Fundada a 17 de Julho de 1996, a mesma tem a sua sede em Lisboa e agrega o Brasil, Portugal, Cabo Verde, Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe.