Em data anunciar oportunamente ao público, o leilão tem como objetivo a arrecadação de receitas para o cofre do Estado, descongestionar o Centro Logístico e Terminais Aduaneiros, bem como proceder a devolução dos contentores aos agentes de navegação.

O referido leilão, de acordo com uma nota da Administração Geral Tributária a que a ANGOP teve acesso, nesta quinta-feira, é destinado aos empresários e pessoas singulares, que poderão apresentar interesse em arrematar os bens diversos.

Vestuário, electrónicos e calçados são alguns dos bens que compõem os 160 lotes de mercadorias referidos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.