Essa informação consta do relatório estatístico da AIPEX referente ao mês de Abril, chegado hoje (quarta-feira) à Angop.

A agência afirma no documento que, essas propostas de investimento estão viradas para os sectores da construção civil (8), educação (3), saúde (4), hotelaria e turismo (4), pescas (3), prestação de serviços (53), agricultura (12), comércio (66) e indústria (116).

Desses sectores, a indústria é a área que prevê absolver o maior valor de investimento, com mais de mil milhões de dólares, construção civil com 686 milhões, agricultura (199 milhões), comércio (138 milhões), saúde (131 milhões), prestação de serviços (93 milhões), pescas (74 milhões) e educação (30 milhões).

Do total de propostas de investimento, destinadas em quase todas as províncias do país, 57 projectos já foram implementados, 204 em via de implementação, três por implementar e cinco desistiram.

A implementação dos 57 projectos, avaliados em 909 milhões de dólares, já possibilitou a criação de quatro mil e 890 postos de trabalho efectivos.

Os projectos em implementação (204) estão avaliados em mais de mil milhões de dólares, enquanto os projectos por implementar (3) estarão orçados em USD 10 milhões. Os cinco projectos que desistiram estavam orçados em 33 milhões de dólares.

As províncias de Luanda, com 211 propostas de investimento, Bengo (12), Benguela (9) e Malange (7), são as que mais suscitaram o interesse dos investidores no período em análise.

A AIPEX tem como objectivo promover as exportações, captação de investimento privado, registo de propostas de investimento, apoio institucional e acompanhamento da execução dos projectos de investimento e internacionalização das empresas angolanas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.