Pela sétima vez teve lugar o fórum de Kigali reunindo empresários do continente africano. O encontro juntou cerca de 1 500 participantes entre eles vários lusófonos a representar empresas nacionais e internacionais.

O principal objectivo desta edição era fazer avançar a zona de livre comércio em África. As trocas intra-africanas neste momento representam 15% no continente, sendo que a vontade das empresas é elevar este número para os 25% do comércio total em África nos próximos dez anos.

Com a presença dos Chefes de Estado do Togo, da Etiópia, bem como da RDC e do Ruanda, o objectivo era encontrar soluções para tornar mais fácil esse intercâmbio sendo que apenas 21 dos 49 signatários ratificaram o dispositivo.

Para dar o pontapé de saída para essa zona são necessários 22 países, falta uma ratificação para o efeito. O dispositivo é visto como um vector de crescimento, tanto na área do emprego como da industrialização.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.