Orientada pelo chefe da repartição fiscal local, Ntona Vontade, a palestra versou sobre temas relativos a “introdução sobre a cultura tributária, assim como regime excepcional de regulamentação fiscal”.

Na ocasião, o orador disse terem sido já cadastrados, desde finais de 2018, mais de mil contribuintes a nível do município de Mbanza Kongo, no âmbito desta campanha que visa o alargamento da base tributária.

Enquanto isso, o técnico da AGT reconheceu haver mais de 100 agentes comerciais locais que não honraram o seu compromisso fiscal com o Estado no ano transacto, mas sem avançar valores em dívida.

Instou os devedores a procurar a repartição fiscal, até o próximo mês de Junho, para a regularização da dívida, sob pena de sofrerem penalizações previstas na lei.

O vice-governador para o sector político, social e económico, António Félix Kialunguila, que orientou o acto de abertura desta actividade, revelou, na ocasião, que a AGT, a nível do Zaire, arrecadou sete biliões, 675 milhões, 838 mil e 970 Kwanzas em receitas fiscais, só em Janeiro deste ano.

A província do Zaire, fronteiriça com a República Democrática do Congo (RDC) possui representações da AGT em alguns postos fronteiriços e repartições fiscais nos municípios de Mbanza Kongo e Soyo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.