Segundo informações enviada ao SAPO, esta mudança resulta da deliberação tomada pelos Accionistas em Assembleia Geral Extraordinária, realizada no dia 26 de Julho, na Sede daquele Banco, em Luanda, no estrito cumprimento da Lei de bases das Instituições Financeiras.

A nota indica ainda que pelo facto dos Srs. António André Lopes e João Dias de Carvalho terem renunciado os seus mandatos, os Accionistas do Banco Yetu elegeram dois novos membros do Conselho de Administração para o triénio 2018-2021, nomeadamente, Paulo Jorge da Cunha Fontes que passa a exercer as funções de Presidente da Comissão Executiva e João da Costa Ferreira para a função de Administrador Executivo.

O Conselho de Administração do Banco Yetu passa assim a ser composto por sete Administradores, com destaque para Eduardo Leopoldo Severim de Morais, ex-ministro das Finanças, que continua a presidir o Conselho de Administração, enquanto que Eurico Camutenga, Hailé da Cruz, Sebastião Manuel e Fernando Vunge, encerram a lista de Administradores.

Ao assumir a liderança da Comissão Executiva, Paulo da Cunha Fontes, herda a responsabilidade de consolidar a expansão da instituição em todo território nacional, através de uma cobertura gradual e adequada de agências, abertas neste momento já em Luanda, Benguela e Cuando Cubango, bem como tornar o Banco Yetu numa unidade de referência no sistema bancário angolano.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.