O vice-presidente da FAF para Competições e Apoios às Associações Provinciais manifestou esta semana o interesse de concorrer nas próximas eleições da instituição referentes ao quadriénio 2020/24.

De acordo com Macaia, o actual presidente de direcção da FAF, Artur Almeida e Silva, sabe que poderá incluí-lo na sua provável lista concorrente às eleições. “Ele tem consciência disso”, sublinhou.

Fez saber também que a sua relação pessoal com Artur Almeida e Silva nunca foi para além de telefonemas. Com isto, justificou-se: “Nunca tive um convívio com o Artur e não tem nada que diz que ele é meu amigo”, atirou.

Porém, reforçou que apenas juntou-se a ele para um único objectivo que é trabalhar em prol do futebol. Mesmo assim, considerou fracassado: “Não deu certo. Ora, não pode haver um choque entre Macaia e o Artur porque são membros de determinadas famílias. É preciso que cada um que propala a democracia pense assim.”

Contudo, concluiu que nesta altura sente-se enquadrado na FAF e capaz de corresponder a quaisquer competência ou responsabilidade que lhe for orientado pelo presidente da instituição.

Com esta informação, Macaia torna-se o primeiro a manifestar-se como futuro candidato às eleições daquela instituição que rege a modalidade ‘rainha’ no país.

Entretanto, ao que tudo indica, nos próximos dias haverá "mais capítulos" sobre os outros possíveis candidatos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.