A província do Uíge pode falhar a presença nos campeonatos nacionais de atletismo em ambos os sexos, por falta de 50 mil kwanzas, cerca de 140 dólares norte-americanos.

A província do Uíge dista 345 quilómetros de Luanda  e a referida verba está a ser procurada para o transporte, alimentação para quatro atletas e um técnico que vão representar o Uíge no evento.

O técnico João Sola confirma a informação que entristece os seus convocados: “Precisamos de 50 mil kwanzas para deslocação e alimentação. Infelizmente não temos apoios para esta competição. Nós até agora não temos informação se vamos a Luanda ou não.”

Mesmo com dúvidas e esperança pálida, o técnico concluiu que os treinos continuam a decorrer naquelas paragens, apesar da falta de verbas e condições de trabalho.

Eis algumas disciplinas que farão parte dos nacionais de atletismo: corrida, saltos, peso, pista, lançamentos de dardo e disco.

O presidente da Federação Angolana de Atletismo, Bernardo João, disse ao SAPO que os preparativos para o evento decorrem a rimo normal. Contudo, concluiu que a comissão organizadora vai fornecer mais dados nos próximos dias.

João Fez saber também que o seu elenco federativo realizará brevemente um encontro com os jornalistas desportivos, nacionais e estrangeiros, a fim de enriquecer os conhecimentos dos mesmos sobre a modalidade.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.