A posição é do técnico espanhol Roger Font, que falava hoje à imprensa, em Luanda, à margem do ciclo de formação para treinadores organizado pelo Petro de Luanda, no quadro das festividades dos 40 anos da agremiação, a assinalar-se dia 14 deste mês.

Disse ter acompanhado a trajectória do andebol angolano em campeonatos do mundo e jogos olímpicos, onde as diferentes selecções nacionais (feminina e masculina) têm demonstrado qualidade, pelo que o país precisa maior endurasse para competir melhor ao mais alto nível, o que na sua opinião pode ser adquirido no continente europeu.

Roger Font, preparador físico do FC Barcelona, sustentou a sua posição, entre outros, com o facto de o país ter atletas com boa morfologia física e capacidade técnica.

O acto decorre no anfiteatro Paulo Bunze, na sede da federação da modalidade, e conta ainda com os prelectores espanhóis Xavi Pascoal e Mário Pintea, que na manhã desta quarta-feira falaram, entre outras matérias, sobre sistemas defensivo, aquecimento intensivo e trabalho de força.

Assuntos ligados a metodologia de treino para guarda-redes serão igualmente abordados no encontro.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.