“É uma oportunidade competitiva que vamos ter para evoluirmos. Temos é de desfrutar com alegria e honrar a camisola com muito rigor. Temos de ser valentes e mostrar tudo de bom que possuímos para procurarmos superar o adversário”, realçou.

O português antevê dificuldades do combinado nacional mas mostra-se confiante nos seus convocados e acredita que vão fazer tudo em campo para chegarem pelo menos aos quartos-de-final da prova.

“Agora temos um degrau diferente mas acreditamos que temos todas as condições para termos um bom desempenho”, salientou o ténico.

Pedro Gonçalves fez saber que todos os jogadores do combinado estão à altura dos adversários, dedicam-se bastante para conseguirem uma oportunidade e querem demonstrar cada vez mais os seus potenciais.

Por fim, considerou ser uma oportunidade única para os seus convocados uma vez que a prova está a ser acompanhada por dezenas de clubes que já demonstram interesse em alguns dos mesmos, com realce para Zito Luvumbo e Capita.

Recorde-se que o técnico em destaque orientou a selecção da categoria na Copa Africana das Nações (CAN) que decorreu este ano na Tanzânia, onde ocupou o terceiro lugar, o que garantiu a qualificação directa para o Mundial.

Com este feito, e outros no futebol nacional, a Federação Angolana de Futebol (FAF) prefere apostar no português para comandar os Palancas Negras tendo em vista o próximo CAN de honras e as qualificativas para o Mundial 2022 que acontece no Qatar.

Actualmente, Pedro Gonçalves é o técnico mais sonante em Angola, através dos seus feitos inéditos em menos de dois anos de trabalho no país.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.