A selecção sénior masculino de futsal sonha ocupar um dos três primeiros lugares na referida prova. Lugares estes que garantem a qualificação para o Mundial que acontece em Setembro próximo, na Letónia.

Para passar do sonho à realidade, a direcção da Federação Angolana da modalidade (FAFUSA) clama por mais apoios para incentivar os atletas a jogarem ao máximo e disputarem, pelo menos, a medalha de bronze no CAN.

Entretanto, o presidente daquela instituição que rege a modalidade no país, Noé Alexandre Miguel, disse que o seu elenco trabalha no sentido de criar todas as condições necessárias para a selecção.

“Esperemos também que as organizações de direito olhem para nós nesta fase difícil para que consigamos uma qualificação para o Campeonato do Mundo. Este não é um trabalho pura e simplesmente da Federação mas sim do país”, alertou.

Deste modo, o responsável fez saber que a FAFUSA está aberta à sociedade e a todas as pessoas que possam dar os seus apoios para aumentar a moral dos atletas da selecção.

Noé tem fé que todas as dificuldades serão ultrapassadas e que a selecção vai brilhar no CAN da modalidade no qual está inserido no grupo B com as similares do Egipto, Moçambique e Guiné Conacry.

“Estamos preparados e conscientes das dificuldades, mas temos fé e certeza que vamos dignificar o futsal angolano neste Campeonato Africano”, concluiu.

De recordar que a selecção angolana conseguiu a qualificação para o CAN de Futsal ao golear a similar da Zâmbia, em Luzaka e em Luanda, por 4-1 e 9-1, a contar para a única eliminatória.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.