Esta fase inicial dos trabalhos teve a duração de 15 dias.

Em declarações à Angop, o director do gabinete provincial da Cultura, Turismo, Juventude e Desportos da Huíla, Osvaldo Lunda, explicou que, nesta segunda etapa, os trabalhos cingir-se-ão na remoção e substituição de parte da areia do piso, assim como o tratamento com fertilizantes, para depois de nivelado receber novas sementes.

“Este processo vai durar pelo menos três meses até começar a germinar a nova relva, cujo tempo para a utilização deve oscilar entre quatro e cinco meses, já que será um tapete totalmente novo. Espero que o processo traga ao estádio uma boa relva, pois  tudo indica que não háverá interrupção no trabalho”, salientou.

Construído em 2009, o Estádio Nacional da Tundavala custou USD 69 milhões e tem capacidade para albergar 21 mil e 40 espectadores.

Foi palco de alguns jogos do grupo D do Campeonato Africano das Nações, que Angola acolheu em 2010.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.