“Nós temos a pista do Estádio dos Coqueiros altamente degradada. É a única que temos! Não temos condições de treinamento. O futebol, basquetebol e o andebol têm campos específicos para o treinamento e competição”, reclamou.

O dirigente avançou que o atletismo angolano vive grandes dificuldades e considerou muito pequena a família da modalidade apesar de ser a que mais acolhe atletas em provas nacionais.

Quanto às próximas eleições na FAA para o quadriénio 2020/2024, não revelou sobre a sua possível recandidatura. Contudo, garantiu que se não continuar no comando do organismo, os ganhos do seu elenco serão entregues a outra direcção para dar sequência.

“Nós estamos aqui para trabalhar pelo atletismo e não para as pessoas. Tivemos 64 edições de São Silvestre mas esta foi a primeira a ser assegurada”, salientou o responsável pela modalidade no país.

Bernardo João avançou também que os projectos da referida instituição que dirige já estão assegurados com realce para implantação de pistas em diversas províncias do país. “Nós conseguimos trazer uma empresa séria. Então temos que aproveitar este parceiro e fazer com que o nosso atletismo tenha outra dinâmica e desenvolvimento.”

Assegurou também que enquanto for o responsável desta modalidade no país, o seu elenco federativo vai continuar a trabalhar com muita vontade, seriedade e humildade.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.