Para os próximos quatro anos, a direcção cessante do Petro foca-se na construção de infraestruturas desportivas de raiz, com realce para um estádio de futebol com relva natural e igual número de centro de estágio.

A informação foi confirmada pelo presidente honorário do clube, Hermínio Escórcio: “o nosso foco agora é realizar aquilo que sempre foi o nosso sonho, a construção de infraestruturas. Vamos ter uma academia com campos de treino, centro de estagio e estádio de futebol.”

O dirigente não revelou o nome do local onde serão construídas as referidas infraestruturas e o tempo provável de duração das obras, mas assegurou que em breve o clube vai fornecer mais informações.

Hermínio sabe que o actual momento económico e financeiro do país é critico e tem condicionado muitos projectos. Contudo, acredita que o sonho vai ser transformado em realidade nos próximos anos.

O Petro existe há 40 anos, mas não tem pelo menos um campo principal de futebol para realizar os jogos oficiais dos campeonatos nacionais e africano. 

Quanto ao próximo pleito eleitoral do clube, agendado para 18 de Julho, o presidente de direcção do clube, Tomás Faria, cujo seu mandato de quatro anos terminou, vai concorrer a sua sucessão.

Em termos de conquistas dos petrolíferos, realce para o Girabola, prova que lidera com 15 títulos. O clube não vence o campeonato há onze anos seguidos.

Eis as modalidades daquele clube com mais de duzentos atletas: andebol, atletismo, basquetebol, ciclismo, futebol, ginástica, karaté, hóquei em patins, vela e voleibol.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.