De 39 anos, o malogrado, que ao serviço da selecção nacional venceu um Afrobasket, em 2009, na Líbia, notabilizou-se pela sua característica defensiva e marcação de lances triplos (3 pontos).

Iniciou a carreira desportiva em Cabinda. Veio para Luanda, onde representou o ASA, 1º de Agosto, Recreativo do Libolo e voltou ao ASA, para finalizar a carreira.

No D'Agosto, arrebatou três títulos nacionais e igual número de Taças dos Clubes Campeões. No Libolo venceu um Campeonato Nacional e uma Taça dos Clubes Campeões.

Até a morte, na noite de quarta-feira, Filipe Abraão dedicava-se à formação como treinador no Clube Recreativo do Libolo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.