Em conferência de imprensa, o central justificou o grau de dificuldade para ambos os lados, fundamentalmente, pelo conhecimento repartido, considerando que, em função dos factores enumerados, a preparação do 1.º de Agosto foi intensa para evitar surpresas.

O 1.º de Agosto e o Zesco United da Zâmbia defrontaram-se nesta competição em 2018. Na altura, a formação do Rio Seco empatou em Lusaka (0-0), em jogo da terceira jornada, tendo vencido na capital do país na ronda seguinte (2-1).

Os angolanos passaram de fase como segundos classificados, com nove pontos, atrás do Etoile du Sahel, da Tunísia, com 12, enquanto os zambianos ficaram pelo caminho com seis.

Na terceira ronda, marcada para 27 de Dezembro, os tetracampeões nacionais voltam a encontrar um adversário de 2018, o TP Mazembe da RDC, numa prova em que foram eliminados nas meias-finais pelo Esperance de Tunis (2-4), com arbitragem tendenciosa do zambiano Janny Skazwe.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.