O ex-jogador do clube agostino, Ivo Raimundo Traça, defende o guarda-redes titular da equipa, Tony Cabaça, alvo de críticas por cometer erros nas últimas jornadas do Girabola Zap.

De acordo com o dirigente, os erros dos guarda-redes são os mais notáveis em relação aos dos outros atletas.  

“Eu fui jogador e falo por experiência própria. Os erros aconteceram, mas acho que o Cabaça está em condições de poder jogar o campeonato todo e até mesmo os próximos jogos da Selecção Nacional”, esclareceu.

Traça avançou que aquele guarda-redes, que está entre os melhores de África, não está abaixo de forma desportiva, mas reconheceu que o mesmo atravessou maus momentos nos últimos jogos.

“Nós temos de admitir que o Cabaça é um jogador muito experiente, tem jogado bem e dá segurança a quaisquer balizas em que estiver”, concluiu o ex-jogador internacional da equipa agostina.

Contudo, acredita que o profissional vai defender melhor a baliza da equipa nos próximos jogos, com realce para a fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões de África. “Eu vou ser sincero: acho que não há motivo para a equipa técnica mexer no jogador”, concluiu.

Recorde-se que na época 2017/2018, em que o 1.º de Agosto conseguiu o inédito nesta última prova por chegar às meias-finais, o referido guarda-redes fez uma brilhante campanha.

Nas últimas quatro épocas, foi o menos batido do Girabola Zap e sagrou-se tetracampeão nacional pelo clube, além de vencer a Taça de Angola e outras provas nacionais.

Cabaça aprendeu o profissionalismo do futebol no actual clube em que milita e já defendeu várias vezes a baliza da Selecção Nacional.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.