A garantia foi feita em exclusivo ao SAPO pela representante da ITF para a Região Cinco de África, a botsuanense Tapiwa Mussunga, que visitou recentemente o país pela segunda vez. “Para o refornecimento de materiais desportivos, tudo vai depender do levantamento que será feito através de uma outra visita. Acredito que a ITF vai dar a sua ajuda necessária”, reforçou.

Tapiwa elogiou também o presidente da Federação Angolana de Ténis (FAT), Matias Castro da Silva, por ter envidado esforços para participar nas actividades internacionais.

A dirigente acrescentou que o actual elenco da FAT tem cumprido com as orientações daquele organismo que rege a modalidade mundial. “Estou feliz por isso. Angola tem participado nos circuitos, campeonatos africanos e nas provas de apuramento. Esperemos que continue a participar internacionalmente.”

Quanto à formação para os treinadores, fez saber que será de nível 1. Sobre o nível competitivo dos atletas angolanos, confessou que ficou surpreendida e emocionada ao assistir à Taça João Nogueira, que decorreu em simultâneo com os campeonatos nacionais em sub-12, 14, 16 e 18.

Contudo, Tapiwa espera ver os mesmos a demonstrarem boa forma desportiva em provas internacionais, a fim de colherem mais experiência para darem o suporte necessário à seleção principal do país.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.