Formações mais regulares da competição, com 21 e 19 pontos, respectivamente, académicos e petrolíferos fazem antever um jogo equilibrado, embora estejam já apurados às meias-finais.

Os valores individuais integrados em cada um dos clubes são também factores que levam os aficionados a tal perspectiva sobre um dos clássicos do hóquei em patins no país, com realce para Nery e Tino Boy, pela Académica, e Zidane, Chipico do lado contrário.

A anteceder, jogam para a mesma ronda Exército - Marinha de Guerra, 1º de Agosto - Instituto Técnico Militar (ISTM) e Sagrado Coração de Jesus - Estado Maior, devendo folgar a Codefa por força de calendário.

O último classificado desta fase fica afastado da etapa seguinte, na qual os quatro primeiros disputam as meias-finais, em sistema play off a melhor de três, e os restantes quatro jogam as classificativas do 5º ao 8º, visto ser o objectivo dar rodagem competitiva às equipas.

Classificação:

1 º Académica de Luanda – 21

2º Petro de Luanda – 19

3º Marinha de Guerra -14

4º 1º de Agosto 13

5º ISTM 9

6º Exército 9

7º Estado Maior General  4

8º Codefa 4

9º Sagrado Coração de Jesus 0.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.