Na competição de 2018/19, a formação do Sambizanga, na condição de anfitriã, foi goleada por 0-3, no decurso da 21ª ronda, no mesmo palco do actual confronto.

O Progresso não evoluiu ainda na prova já que o seu jogo da 2ª jornada, contra o Petro de Luanda, também foi adiado, devido o envolvimento deste último nas eliminatórias de acesso à Liga Africana de Clubes Campeões, no fim-de-semana passado.

Já o 1º de Agosto leva cinco jogos na época. Três contra o Desportivo da Huíla dos quais dois para a Supertaça (perdeu 0-1 no Lubango e venceu em Luanda por 2-0) e um para o Girabola, terça-feira última (2-0 no Estádio 11 de Novembro, na capital do país).

Na Liga dos Clubes Campeões, os "militares" somam dois jogos com vitórias sobre o KMKM, da Tanzânia (2-0 na primeira mão e igual resultado na segunda).

Sem Yano, seu antigo goleador, actualmente ao serviço do Petro de Luanda, o Progresso poderá enfrentar dificuldades perante uma das melhores defesas do país, em que se destacam Dani Massunguna e Bobó.

Já o 1º de Agosto pode ressentir-se das ausências de Ary Papel e Ibukun, por lesão, além de Nelson da Luz, em dúvida.

Resultados da 1ª jornada:

Desportivo da Huíla - FC Bravos do Maquis (2-0)

Sagrada Esperança da Lunda Norte – Interclube (4-1)

Wiliete de Benguela - Petro de Luanda (2-2)

Sporting de Cabinda - Recreativo do Libolo (3-1)

Santa Rita do Uíge - Recreativo da Caála (0-3)

Ferrovia do Huambo – Cuando Cubango FC (1-2)

1º de Maio de Benguela – Académica do Lobito (0-3)

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.