Na quarta posição, com 14 pontos, os tricolores poderão chegar ao topo da classificação, ainda que à condição, caso vençam este desafio, uma vez que o seu arqui-rival e co-líder 1º de Agosto (16 pontos) entra em cena um dia depois (domingo), na recepção ao Sporting de Cabinda. Vão ainda depender do resultado do Desportivo da Huíla (16 pontos), que terá um encontro difícil, na recepção ao Recreativo do Libolo.

Com dois jogos em atraso (Sagrada Esperança e 1º de Agosto) e a fazer uma boa campanha nas Afrotaças, onde está na última eliminatória de acesso à fase de grupos da Taça da Confederação, a turma do Eixo-Viário entra ainda mais motivada para este encontro em virtude da vitória na ronda anterior frente a um dos candidatos ao título, o Kabuscorp do Palanca (2-0).

Mas a tarefa não se afigura fácil, uma vez que os "polícias" pretendem voltar às vitórias, situação que já não acontece a quatro jornadas. (empate em  casa a dois golos com o Santa Rita na sexta jornada, derrota fora com Académica de 0-1 na sétima, empate em casa a um golo com o Progresso, mesmo resultado verificado na última ronda na visita ao Recreativo do Libolo).

A formação afecta ao Ministério do Interior ocupa o nono lugar, com 11 pontos.

Programa de jogos:

(Sábado)

Sagrada Esperança - Cuando Cubango FC, 15h, Dundo

FC Bravos do Maquis - Recreativo da Caála, 15h, Mundunduleno

Interclube - Petro de Luanda, 15h30, 22 de Junho

Desportivo da Huíla - Recreativo do Libolo, 15h30, Ferrovia

Kabuscorp do Palanca - Saurimo FC, 18h, Coqueiros

(Domingo)

Santa Rita de Cássia do Uíge - Académica do Lobito, 15h, 4 de Janeiro

ASA - Progresso do Sambizanga, 15h30, Coqueiros

1° de Agosto - Sporting de Cabinda, 17h, 11 de Novembro

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.