Apesar de ocupar a 15ª posição da tabela classificativa com 13, a turma do Uíge não inibiu-se, apresentando no relvado um futebol aberto.

No primeiro minuto da partida, os militares, actuais lideres com 42 pontos, estiveram mais próximo de abrir o marcador, mas Mabullulo, após desequilibrar dois contrários dentro da área oposta, chutou forte, mas a bola passou por cima da barra aguarda de Carlos.

Neste período, os anfitriões foram mais ofensivos, remetendo os visitantes constantemente a situações defensivas.

O cenário ficou equilibrado, quando o extremo esquerdo Cely (Santa Rita de Cássia), com os seus dribles, conseguia desarrumar a defesa rubro-negras, atitude que galvanizava o seu plantel. Fruto deste ascendente, aos 22 minutos o grupo  do Uíge criou várias jogadas ameaçadoras ao sector defensivo “agostino” que viu-se forçada a remeter para a defesa os seus médios Macaia, Ibukun e Mongo para  evitar que a equipa sofresse um golo, porém o placar manteve-se em branco até ao intervalo.

No reatamento, Dragan Jovic rendeu Natael para o lugar de Paizo, aos 45 minutos, que impulsionou a formação do RI20 para o ataque, com dois cruzamentos seguidos que Mbululo desviou para fora.

O mesmo Mabululo voltou a evidenciar-se numa jogada em que remata de primeira, mas o guardião contrário "socou" para canto.

Momentos depois, Norberto, dentro da área de Neblu (1º de Agosto), tinha tudo para fazer o primeiro golo, mas embrulhou-se e foi desarmado. Antes o seu colega MC foi incapaz de pagar com golo uma falha de Jó, rematando a figura do guarda-redes da formação militar.

As equipas protagonizaram várias jogadas atractivas, mas o nulo registou até o fim do tempo regulamentar (90 minutos).

Com esta igualdade, o 1º de Agosto lidera com 42 pontos ao passo que a Santa Rita soma agora 13 pontos na mesma posição (15ª).

Na próxima jornada, o 1º de Agosto visita o Recreativo da Caála (dia 23), ao passo que a Santa Rita recebe o Petro de Luanda (dia 22)

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.