O único golo do desafio foi marcado aos 4 minutos, por Mohammadi, de grande penalidade, em jogo de abertura da 31ª jornada da competição.

Pouco depois, o Vitória de Setúbal também beneficiou de uma grande penalidade, mas Nuno Valente falhou a oportunidade de igualar a contenda.

Aos 75 minutos de jogo, Oumar Diakhite foi expulso na equipa do Desportivo das Aves, mas ainda assim o conjunto orientado pelo ex-seleccionador nacional não conseguiu a igualdade até que aos 80' ficou igualmente diminuído com a expulsão de Sílvio.

Nos instantes finais, Jubal ainda marcou para o Vitória de Setúbal, anulado pelo vídeo árbitro (VAR), segundo o sítio “terra.com.br”.

O já despromovido Desportivo das Aves, último colocado da tabela classificativa, com 17 pontos, soma a primeira vitória depois da retoma do campeonato, enquanto o Vitória de Setúbal, 16º posicionado, mantém os mesmos 30 pontos e em risco de manutenção.

 “Vai ser difícil” – Lito Vidigal

O técnico lamentou a derrota do Vitória de Setúbal nas Aves, naquela que foi a sua estreia no regresso ao comando técnico dos sadinos.

Contratado nesta semana para tentar manter a equipa na principal prova lusa de futebol, Lito Vidigal afirmou ter sido um jogo difícil de digerir, com um penálti contra e um a favor não concretizado.

Para ele, era importante quebrar a longa série de jogos sem ganhar, num desafio em que os jogadores deram tudo o que tinham.

“Fomos infelizes, tivemos várias situações para marcar, bolas nos postes (…) Já sabíamos ao que vínhamos, vai ser um final de época difícil, mas acreditamos que é possível”, augurou.

A Liga Nós é liderada pelo FC do Porto com 73 pontos, contra 67 do Sport Lisboa e Benfica, na segunda posição.

O Vitória de Setúbal, 16º colocado com 30 pontos, disputa a não despromoção com o Belenense (14º/31 pts), com o Tondela (15º/30) e com o Portimonense (17º/27).

O Aves, lanterna vermelha (18º/17), já está confirmado entre as três formações que descem de divisão.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.