Pelo menos 1800 dólares norte-americanos, que correspondem a 859.241 Kwanzas, é a quantia que a Federação Angolana de Taekwondo confirma ter na conta há três meses para ver-se livre das dívidas este ano.

A informação foi revelada em exclusivo ao SAPO pelo presidente da Federação Angolana de Taekwondo, Salomão Monteiro Lumbo, mais conhecido como Flash.

Este dirigente e mestre com a graduação de sexto Dan esclareceu que o organismo que dirige paga uma quota anual de 400 dólares à Federação Mundial e 100 na União Africana da Modalidade.

Fez saber também que contactou aquelas duas instituições internacionais, explicou que é o actual presidente da Federação de Taekwondo e que quer pagar as dívidas para honrar o bom-nome do país.

“Conseguimos um dinheiro para pagarmos as dívidas e as multas. Só estamos à espera que a Federação Mundial e a União Africana enviem-nos as contas para podermos depositar os valores que já estão connosco há três meses”, afirmou.

Flash reforçou que dirige a Federação Angolana de Taekwondo há seis meses e já encontrou as referidas dívidas que têm condicionado de algum modo os apoios por parte daquelas instituições internacionais.

Com isto, lamentou: “Até hoje eu pergunto-me, porquê esta má fé do antigo presidente. Ele simplesmente bloqueou-nos. Não conseguimos ter comunicação com ele, porque se calhar tem as contas da Federação Mundial e da União Africana ou uma outra forma como pagarmos as dívidas.”

De salientar que aquela instituição que Flash dirige também deve alguns atletas e treinadores da modalidade.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.