Designada por “Les Mourabitones”, ocupando a 103ª posição do Ranking da FIFA e o 22º da CAF, com 1217 pontos, a equipa representa a Mauritânia nas competições internacionais. Nunca participou de um Campeonato do Mundo nem Africano.

O primeiro jogo oficial da seleção mauritana foi em Dezembro de 1961, contra a República Malgaxe, quando o país era ainda colônia da França. A primeira partida como independente foi em Abril de 1963, enfrentando a República Democrática do Congo, em Dakar, no Senegal, perdendo por 6-0.

Seus resultados mais expressivos foram obtidos na Taça Amílcar Cabral, em que consta um vice-campeonato em 1995 (quando sediou a competição) e dois quartos lugares, em 1980 e 1983.

Das campanhas de destaque, constam, a Taça Amílcar Cabral, 2º lugar - 1995, 4º lugar - 1980 e 1983.

Tem como jogadores conhecidos, o Abdelaziz Kamara (nascido na França), Dominique Da Silva, Mohamed Harouna, Omar Hassan, Khassa Camara e  Diallo Guidilèye.

Orientado pelo treinador Corentin Martins, inclui-se o capitão Oumar N'Diaye e o futebolista Mohamed Harouna.

Controlada pela Federação de Futebol da República Islâmica da Mauritânia, tem como cores nos equipamentos, o verde e amarelo, bem como o branco como alternativo.

Na segunda jornada de apuramento ao CAN2019, a Mauritânia passou a liderança do grupo, com seis pontos, em função do triunfo sobre o Burkina Faso. Angola ocupa o terceiro lugar com três pontos, os mesmos que o segundo (Burkina Faso). Em quarto está o Botswana, sem pontuar.

A fase de grupos termina a 13 de Novembro. Apenas os primeiros classificados de cada serie mais os três melhores segundos qualificam-se para a fase final do CAN2019.

Para efeito, o selecionador da Mauritânia, Corentin Martins, convocou 24 jogadores, para os jogos diante de Angola, referente à terceira e quarta jornadas das eliminatórias do CAN2019, marcados para Luanda e Nouakchott, a 12 e 16 deste mês.

Eis a lista da equipa convocada:

Guardas-redes - Souleimane Brahim (FC Nouadhibou), Boubacar Salahdin (FC Tevragh-Zeina), Namory Diaw (ASC Kédia).

Defesas - Abdoul Bâ (Auxerre, França), Bakary NDiaye (Difa Hassan El Jedida, Marrocos), Saly Sarr (Servette FC, Suíça), Diadié Diarra (Sedan, França), Harouna Abou Demba (Grenoble, França), El Mustapha Diaw (Nouakchott Kings), Aly Abeid (Deportivo la Corogne, Espanha), Abdel Kader Thiam (Orléans, França).

Médios - Hacen El Id (Réal Valladolid, Espanha),Khassa Camara (AO Xhanti, Grécia), Mohamed Dellah Yali, FC Tevragh-Zeina), Dialo Guidilèye (Kesla FK, Azerbaïdjão), Abdoulaye Gaye (FC Nouadhibou), Mohamed Khay Lejouad (AFC Tidjikja), Alassane Diop (Hajer FC, Arábia Saudita).

Atacantes -  Adama Bâ (Giresunspor, Turquia), Ismaël Diakhité (US Tataouine, Tunísia), Mamadou Niass (Salam Zghara, Líbano), Khalil Moulaye Ahmed Bessam (AS Gabés, Tunísia), Abdallah Soudani (AS Gabés, Tunísia), Hamoya Tanji (FC Nouadhibou).