Walter Costa, treinador principal da equipa de basquetebol do 1º de Agosto, foi dos mais criativos, determinando o uso “obrigatório” do WhatsApp como meio de controlo do trabalho individual, de acordo com um programa diário estabelecido.

O sucesso do plano, tal como reconheceu, dependerá da responsabilidade com que cada jogador encara o período de paragem, orientado pelo Ministério da Juventude e Desportos para prevenir a pandemia que afecta o mundo.

O 1º de Agosto, vice-campeão, ocupa a segunda posição do Campeonato Nacional sénior masculino de basquetebol (44 pts), após a disputada da 4ª jornada da última volta da fase regular.O Petro, campeão em título, é o líder (49 pts).

Técnicos de outras modalidades também elaboraram planos domésticos de trabalho como forma de minimizar, fundamentalmente, a quebra física com a paragem de meio mês, prorrogáveis em igual período em função da evolução ou não do (COVID - 19).

Por exemplo, Albano César, treinador do Cuando Cubango FC, lamentou a  interrupção forçada do Campeonato Nacional de futebol da primeira divisão “Girabola2019/20, mas colocou em prática uma acção laboral alternativa.

O líder do 14º classificado da prova, com 20 pontos, passou um plano de trabalho ao colectivo a ser cumprido enquanto durar a orientação, tal como a equipa técnica do Ferroviário do Huambo (13º/20 pts), de acordo com o seu “timoneiro” João Pintar.

O “clássico” entre Petro de Luanda e 1º de Agosto, na 27ª jornada, marcado para dia 4 de Abril, poderá ser disputado sob o efeito da pausa.

Os “petrolíferos, em busca do 16º troféu, o último foi conquistado há 10 anos, são os comandantes da prova com 54 pontos, enquanto os “militares”, que perseguem a 14ª taça, ocupam a segunda posição com 51 pts, mas com menos um jogo.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima em mais de 300 mil casos em todo o mundo, na sua última estatística. Em Angola foram detectados três casos positivos até segunda-feira (23).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.