A partida, que registou empate no fim do tempo regulamentar (87-87), apresentou os tricolores mais aguerridos no primeiro quarto, vencendo por sete pontos (26-19).

No segundo período, o cenário inverteu-se e o Inter passou a dominar, apresentando-se mais rápido e certeiro nas acções ofensivas, o que permitiu passar à frente do marcador de forma tangencial (49-48).

Os anfitriões, que entraram em vantagem, registaram minutos sem fôlego para manter o ritmo, período em que o rival desarmou a liderança do placar (62-61), mas, na recta final, e  fruto da sua eficácia nos lançamentos, os Polícias voltaram a vencer o terceiro por 74-67.

No último quarto, o Inter até estava em vantagem, mas  veio  ao de “cima” a experiência de Carlos Morais, Olímpio Cipriano e Leonel Paulo, "carregando" o Petro de Luanda para o prolongamento.

Os pupilos de Raul Duarte, já se preparavam para festejar o triunfo, mas num lance, Carlos Morais converteu um cesto acompanhado de falta o que quebrou a inspiração contrária, terminando o jogo com vitória do Petro de Luanda por 98-95.

Com este resultado, o Petro de Luanda reforça a liderança, agora, com 41 pontos, ao passo que o Inter mantém-se no terceiro posto com 36.

As equipas alinharam da seguinte forma:

Interclube; Gerson Domingos (08),Emanuel Sebastião (00),Elmer Félix (10), Ngombo Rogério (15),Ludgero Caliza (09), Roberto Fortes (02), Egidio Ventura (15), Goodalfim Freitas (00), Joseney Joaquim (14), Alexande Jungo (13) e Reggie Moore (09).

Treinador: Raul Duarte.

Petro de Luanda: Olímpio Cipriano (15), Childe Dundão (12), Carlos Morais (20), José António (00), Antwan Scott (06),Leonel Paulo (7), Abou Bacar Gakou (17), Hemenegildo  Mbunga (04), Benvindo Kimbamba (00), Gerson Gonsalves (00) e  Valdelicio Joaquim (08)

Treinador Lazare Adingono.

Ainda hoje, a Marinha de Guerra perdeu diante da Universidade Lusíada, por 92-101, enquanto o 1º de Agosto venceu o Desportibo Kwanza, por 127-73.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.