Em declarações à imprensa, no final da partida, disputada no pavilhão da cidadela, acrescentou que a paragem de duas semanas devido ao compromisso da selecção também influenciou na produtividade dos seus atletas.

“Pecamos muito no sector defensivo, além de que ficamos duas semanas sem treinar porque o grupo trabalha no pavilhão do kilamba, onde se realizou o torneio de apuramento ao mundial da China'2019,” disse.

Carlos Dinis lamentou também a ausência do Reggie Moore, que voltou da selecção com uma lesão, apesar de não haver gravidade.