Angola pode perder, ainda este ano, a sede do Comité Paralímpico Africano que funciona provisoriamente há mais de 20 meses na Galeria dos Desportos, situada na Cidadela, em Luanda.

Está em causa a falta de condições que correspondem ao perfil exigido pelo Comité Paralímpico Internacional (CPI), que quer inspeccionar a sede daquele organismo que se encontra em funcionamento no país.

O presidente dos Comités Paralímpicos, Angolano e Africano, Leonel da Rocha Pinto, confirmou a informação e lamentou por ter envidado os esforços em nome do país para chegar à presidência do organismo em destaque.

“Vamos perder a sede do Comité Paralímpico Africano. Há dois países candidatos, África do Sul e Tunísia. Esta é uma decisão que talvez vá ser tomada na próxima reunião que ainda não aconteceu por causa da situação da Covid-19”, esclareceu.

Leonel da Rocha Pinto avançou que antes de se instalar a sede do referido organismo no país, foram definidos alguns critérios. “Na altura o ministro da Juventude e Desportos, Gonçalves Muandumba, aceitou que a sede estivesse em Angola. Apresentamos os critérios: quantas salas deviam ter e muito mais.”

Fez saber ainda que o último anel da Galeria dos Desportos foi construído para acomodar a sede provisória do Comité Paralímpico Africano que chegou a ser visitado pelo então vice-presidente do (CPI), actual presidente da instituição.

Além disso, recordou que o seu elenco tinha a ideia inicial de instalar a sede do Comité Paralímpico Africano dentro do Comité Paralímpico Angolano, na Cidadela. “No perfil exigido também era provisório”, sublinhou.

Quanto ao pronunciamento do Mistério da Juventude e Desportos a respeito da situação, o empresário angolano disse: “Recebemos a carta oficial da ministra a dizer que não temos condições para albergar a sede que já se encontra no país provisoriamente. Conquistamos a bandeira e agora vamos perder”, concluiu com lamentações.

De salientar que aquele organismo que rege o desporto paralímpico no continente africano é o único internacional com a sede instalada no país.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.