Por ser o 16.º classificado, a missão angolana falha o objectivo de ocupar pelo menos o décimo lugar nos Jogos Africanos, que decorre de 19 de Agosto a 3 do corrente mês, em Marrocos.

Neste evento que qualifica 17 modalidades para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, os angolanos conquistaram duas medalhas de ouro pelo andebol, igual número de prata na canoagem e bronze no judo. A natação soma uma medalha de bronze e igual feito novamente da canoagem.

Além das referidas modalidades que conquistaram medalhas, a missão angolana chegou as terras marroquinas com o atletismo, basquetebol, boxe, ciclismo, esgrima, ginástica, karaté-do, ténis de mesa, voleibol de praia e xadrez.

Recorde-se que nos Jogos Africanos de 2015, decorridos em Brazavile, República do Congo, a missão angolana ocupou o 11.º lugar com o mesmo número de medalhas, apesar das diferenças: quatro de ouro, uma de prata e três de bronze.

Naquele evento, os paralímpicos ajudaram de algum modo na classificação do país, de acordo com o presidente da Federação Angolana de Ginástica, Auxilio Jacob, que foi o chefe de missão aos Jogos Africanos de Marrocos. “Foram as medalhas do Comité Paralímpico que nos fizeram ir ao 11.º lugar, senão ficaríamos em 14.º”, reforçou.

Porém, o dirigente concluiu que actualmente os atletas paralímpicos têm um evento específico.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.