Em comunicado, o ministério felicitou os “bravos campeões” pelo feito inédito na prova continental, que já vai na 5.ª edição, manifestando o seu apreço pelo trabalho que têm vindo a desenvolver, “contribuindo para a autoafirmação de muitos jovens angolanos e o engrandecimento do desporto nacional”.

Na mesma nota, o ministério felicitou também o Comité Paralímpico Angolano, enquanto parceiro da tutela, pelo trabalho a favor do desporto para pessoas com necessidades especiais.

A final do campeonato, onde participaram seis países (além de Angola e Nigéria, estiveram Tânzania, Libéria, Camarões e Serra Leoa) decorreu no estádio São Filipe, na cidade de Benguela.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.