Pelo menos oito atletas séniores masculinos da selecção angolana vão competir no Torneio Pré-olímpico de Boxe que decorrerá de 20 a 29 de Fevereiro, em Dakar, Senegal.

Nesta altura, a pré-selecção está constituída com 18 profissionais que ensaiam os golpes fatais em Luanda, entre os quais destaque para Nafital Goma da categoria de 75 kg e Pedro Cuca de 81 kg. Esta dupla representou Angola no Mundial de Boxe dos Países Productores de Petróleo, decorrido em Dezembro na Rússia.

Em entrevista exclusiva ao SAPO, o presidente da Federação Angolana de Boxe, Carlos Luís Gonçalves, disse que as condições estão a ser preparadas para que a selecção consiga algumas vagas em Dakar para os Jogos Olímpicos.

“Estamos engajados na rotatividade dos atletas. Nós queremos fazer a diferença, apesar de tudo que passamos em termos de dificuldades de apoios”, salientou o defensor do boxe no país.

Carlos Gonçalves avançou ainda que o seu elenco está também a envidar esforços no sentido de a selecção participar noutras provas internacionais, com o objectivo de aperfeiçoar os níveis competitivos para o Torneio Pré-Olímpico.

“Não temos muito tempo mas vamos fazer o máximo para podermos estar presentes em competições internacionais. Ainda temos a expectativa de realizarmos aqui um Top Internacional”, realçou.

Recorde-se que nos Jogos Olímpicos de 2012, decorridos em Londres, Angola esteve presente com apenas um atleta. Trata-se de Tumba Silva, da categoria de 91 kg, que não chegou a competir com o italiano Clemente Russo, por falta de comparência no ring, após o atraso na pesagem.

Esta informação fez correr muita tinta na imprensa mundial. Alguns órgãos insultavam o angolano dizendo que atrasou-se de propósito na pesagem por medo de enfrentar o então bicampeão do mudo que vinha de 11 vitórias internacionais a maioria por abandono dos seus adversários.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.