Embora ter sido relegado aos escalões de formação da equipa militar, o dirigente federativo disse não existir qualquer impedimento em contar com o treinador para orientar o sete feminino nos Jogos Olímpicos de Tóquio, a decorrerem entre Julho e Agosto deste ano.

Em declarações à Rádio 5, Pedro Godinho reafirmou que a continuidade de Morten Soubak como seleccionador feminino faz parte do programa da Federação Angolana de Andebol (FAAND).

“O afastamento do treinador da equipa principal de andebol do 1º de Agosto não é algo crítico para nós, o importante é saber que ele continua em Angola a observar jogos. Nos próximos dias vamos notificar o seu clube 1º de Agosto para a sua cedência para a nossa selecção”, frisou.

Ao serviço da selecção nacional desde Maio de 2017,Soubak já conquistou um Campeonato Africano (Brazzaville 2018) e os jogos africanos (Rabat 2019).

Esteve no Campeonato do Mundo, em Espanha2017, onde quedou-se na décima nona posição. A sua última prestação foi em 2019, no mundial disputado em Kumamoto (Japão), prova em que as campeãs continentais ficaram no 15º lugar.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.