Será o segundo jogo diante desta  formação, a qual Angola venceu sexta-feira última, por 31-24.

Na noite desta segunda-feira, o “sete” nacional perdeu, por 32-30, diante do HC Banik da República Checa, constituindo o segundo desaire da formação angolana, depois de ter perdido frente ao Ople da Liga polaca, por 27-28.

No mundial, Angola integra o grupo D, com sede na capital dinamarquesa, Copenhaga. O conjunto nacional estreia-se a 11 de Janeiro com o Qatar, na segunda jornada (dia 13) defronta a Hungria e a seguir (dia 14) a forte selecção da Suécia.

O primeiro repouso acontece a 15 de Janeiro, devendo os angolanos voltar à quadra nos dias 16 e 17 para as últimas jornadas da fase de grupo, com a Argentina e o Egipto, respectivamente.

Angola procura melhorar a 24ª e última posição de 2017, em França.

O seleccionador Filipe Cruz tem à disposição os guarda-redes Geovani Muachissengue e Custódio Gouveia, os pivotes Gabriel Teca, Aguinaldo Tati e Agnelo Quitongo, os centrais Manuel Nascimento, Cláudio Lopes, Romé Hebo, os pontas Otiniel Pascoal, Claúdio Chicola, Elsemar Santos, Adilson Maneco e os laterais Francisco Almeida, Adelino Pestana e Edvaldo Ferreira.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.