A meia distância central regressou ao país a tempo de ajudar a sua equipa de origem a conquistar o sétimo título nacional, domingo, com vitória sobre o Petro de Luanda, por 20-13, em jogo disputado no Pavilhão da Cidadela, na capital do país.

A competição mundial, além das "rubro negras", em representação do continente africano, contará com as equipas  Kaysar Club do Cazaquistão, China National Club, Jiangsu Handball e Omron (todas da Ásia), UnC Concórdia (América do Sul), University of Queensland (Austrália/Oceania) e New York City Team Handball Club (América do Norte).

Nesta edição do evento não evoluirão representantes da Europa, pois as 4 equipas do "Final Four" da Champions League declinaram o convite, por questões burocráticas.

A prova será disputada por oito formações (quartos-de-final), sendo que as vencedoras qualificam-se às meias-finais.

O 1º de Agosto viaja quinta-feira ao palco da competição.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.