A atleta integra, pela primeira vez,  a lista de convocadas do combinado nacional.

De acordo com uma nota de imprensa que a Angop teve hoje acesso, o clube militar, com 14 atletas, é o que mais andebolistas cedeu, contra seis do Petro de Luanda.

Eis as convocadas

Guarda-redes: Teresa de Almeida ( Petro de Luanda), Amália Pinto, Helena de Sousa (1º de Agosto)

Ponta esquerda: Janete Santos, Vilma da Silva ( 1º de Agosto)

Ponta direita: Claudete José, Joana da Costa ( Petro de Luanda), Iracelma da Silva (1º de Agosto)

Meia direita:  Juliana Machado, Wuta Dombaxi ( 1º de Agosto), Azenaide Carlos (Petro de Luanda)

Meia esquerda: Marilha Quizelete, Magda Cazanga (Petro de Luanda)

Centrais: Helena Paulo, Natália Bernardo, Isabel Guialo ( 1º de Agosto), Vilma Nenganga ( Petro de Luanda)

Pivôs:  Albertina Cassoma, Liliana Venâncio e Ruth João (1º de Agosto)

As jogadoras concentram-se esta quarta-feira na sede da Federação Angolana de Andebol, às 16h30.

Angola, que procura a melhoria da 19ª posição alcançada em 2017, na Alemanha, está inserida no grupo A, junto com a Sérvia, Noruega, Cuba, Holanda e Eslovénia.

A Dinamarca, Austrália, Brasil, França, Alemanha e Coreia do Sul estão na serie B. Na série C figuram Senegal (estreante), Roménia, Cazaquistão, Montenegro, Espanha e Hungria, enquanto a Suécia, Congo Democrático, Rússia, China, Japão e Argentina constituem o grupo D.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.