O desafio, a decorrer no pavilhão Nicolau Bau, às 13 horas, vai opor a campeã em título (Angola) e a Guiné - Conacri, que no último africano de 2016 em Luanda ficou na sétima posição.

Ainda hoje, para o mesmo grupo, após a cerimónia de abertura  (17h30), as anfitriãs terão pela frente o Marrocos, jornada em que a RDC folga por imperativo de calendário.

Angola volta a entrar em cena terça-feira defrontando o Marrocos. Quinta-feira evolui diante da RDC, encerrando à fase de grupos com as anfitriãs.

O seleccionador nacional, o dinamarquês Morten Soubak, e cinco das dezasseis jogadoras são estreantes em prova do género.