A informação foi prestada hoje, em Luanda, pelo técnico “tricolor”, António Cosano, em conferência de imprensa de lançamento deste desafio, a disputar-se às 16 horas, no Estádio 11 de Novembro.

Job esteve a contas com uma lesão num dos joelhos desde o desafio da última jornada do Girabola2018/19 (empate a um golo com o Progresso do Sambizanga), tendo falhado os dois primeiros jogos desta época, por lesão.

Com a integração do médio ofensivo, aumentam-se as opções do sector mais avançado do Petro de Luanda, que tem como objectivo atingir a fase de grupos.

Depois da vantagem obtida no terreno do adversário (2-0, golos de Manguxi e do ganês Isaac Mensah), os petrolíferos encontram-se num lugar privilegiado para avançarem à próxima etapa, onde medirão forças com o vencedor da eliminatória que opõe o Kampala City ( Uganda) ao  African Stars (Namibia), com os namibianos em vantagem de 3-2.

Embora o triunfo em casa do oponente, Toni Cosano pediu concentração aos atletas, para se evitar surpresas.

O Petro de Luanda já atingiu as meias-finais desta competição, em 2001, fase em que foi eliminado pelos sul-africanos do Sundowns. Já o adversário dessa eliminatória tem apenas duas presenças em fases preliminares (2004 e 2011).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.