Para alcançar esse desiderato, durante a semana o clube militar priorizou (nos vários treinos) a finalização, remates à entrada da grande área, assim como prestou especial atenção a correcção do posicionamento e da movimentação dos atletas, sob batuta do sérvio Dragan Jovic.

Para este jogo com o TP Mazembe (com quem empatou a um golo na primeira volta, no Estádio 11 de Novembro, em Luanda, no dia 4 deste mês), o 1º de Agosto não poderá contar com os avançados angolano Zito Luvumbo e o camaronês Atobá, por se encontrarem lesionados.

O TP Mazembe lidera o grupo A com sete pontos, ao passo que a equipa angolana é quarta e última classificada com dois. O D'Agosto iniciou a campanha com um empate no seu reduto diante do Zesco United da Zâmbia (1-1), ao que se seguiu derrota fora com o Zamalek do Egipto por 0-2.

Provavelmente que o técnico "militar" não vai operar grandes mudanças em relação ao desafio da terceira jornada da primeira volta, no qual os “rubro-negro” alinharam com Neblu, Bobó, Dany Massunguna, Isaac, Natael, Makaya, Kila( Mongo 45 min), Mario, Bua, Ary Papel (Nelson da Luz 69 min) e Mabululo.

Neste jogo, o treinador Dragan Jovic não utilizou o habitual titular da baliza Tony Cabaça, Lionel Liombi, Paizo, Melono Dala, Bonifácio.

Enquanto isso, o TP Mazembe (orientado por Pamphile  Kazembe) começou com Sylvian, Coulibaly, Issama,Tshibangu,Chongo,Kevin Zatu, Koffi Kouame( Elvia Ipamy (57 min) Jackson Muleka, Rainford Kalaba( Sinkala 81 min) Glody Likonza e Chico Cubanza ( Kabangu 46 min).

Entre os suplentes estavam ainda Ibrahim Bosso, Godet Masengo,Tandi Mwape,Franck Zouzou, numa partida em que foram admoestados disciplinarmente, com cartão amarelo, Kalaba ( 13 min), Bobó ( 31 min) Makaya( 82 min).

Devis Omweno( Kenya), Gilbert Cheruiyot e Dick Okello (assistentes) ajuizaram a partida, assistida por cerca de 18 mil espectadores.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.