Em declarações à Angop, o responsável disse que a província do Bengo tem potencialidades turística, mas o desconhecimento destas por parte de empreendedores e agentes económicos, assim como a falta de crédito da banca, têm condicionado os investimentos neste sector.

Para inverter o quadro, o Governo do Bengo tem estado a recuperar as infra-estruturas rodoviárias e a realizar fóruns de negócios, feiras e divulgação do potencial do sector para atrair investimentos e incentivar os empresários a apostar no turismo no Bengo.

Disse que o governo está aberto a parcerias com o empresariado nacional e estrangeiro, de modo a dinamizar o sector do turismo na província.

O responsável do sector do turismo na província perspectivou para curto prazo a consolidação e publicação do roteiro turístico da província, a catalogação dos locais de interesses turísticos e a contínua divulgação e promoção do turismo do Bengo.

A médio e longo prazo, no quadro da parceria público-privada, prevê a construção de unidades hoteleiras e similares, parques de campismo e caravanismo nas sedes municipais para responder as necessidades do turismo de baixa renda.

Referiu que três novas zonas de interesse turísticos foram identificados nos últimos três anos (Miradouro de Caxito), na localidade do Porto Kipiri, município do Dande, as Quedas de água do Valawa (Ambriz) e Cachoeiras da esperança (Pango Aluquém).

Bengo tem potencialidades para o turismo de sol e mar que pode ser desenvolvido ao longo da sua costa de 330 quilómetros quadrados, onde sobressaem as praias da Barra do Dande, Catumbo, Pambala e do Ambriz.

O turismo religioso tem na peregrinação anual ao Santuário da Igreja de Santa Ana de Caxito o seu ponto alto, mas há a nível cultural, oferece aos turistas roteiros no memorial dos heróis da pátria tombados na 1ª região político-militar, Museu da Tentativa em Caxito, Principiado dos Dembos, o quartel-general dos guerrilheiros da luta de libertação nacional em Nambuangongo, o Carnaval, as festas da cidade de Caxito e as festas da lagoa da Ibêndua.

Os turistas que visitam o Bengo poderão assistir a meia maratona atlética “Fuga para a resistência”, que se realiza anualmente em Fevereiro, e desfrutar dos monumentos e sítios, praias, lagoas, barragem, montanhas, quedas de água, cachoeiras, cacussarias na região do Panguila, caça na coutada do Ambriz, bem como os serviços complementares de alojamento.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.