A empresa, com sede em Dallas, diz que a saída da sua plataforma televisiva na Venezuela, a Direct TV, será imediata, para cumprir as exigências das sanções económicas impostas pela Casa Branca contra o regime de Nicolas Maduro, a quem os Estados Unidos não reconhecem legitimidade política.

“Sendo impossível para a nossa unidade Direct TV cumprir os requisitos legais de ambos os países, a AT&T é forçada a encerrar as suas operações de televisão paga na Venezuela, uma decisão tomada pela equipa de liderança da empresa nos EUA”, justifica a operadora, num comunicado hoje divulgado.

A AT&T é a maior empresa do mercado de televisão paga na Venezuela e foi um das últimas grandes empresas norte-americanas a permanecer em operação naquele país da América Latina, que atravessa uma grave crise política e económica e que tem sido alvo de sanções por parte da comunidade internacional.

Nos últimos meses, a AT&T começou a sofrer fortes pressões por parte das autoridades norte-americanas, acusada de estar a cumprir diretivas do Governo de Maduro, nomeadamente cedendo na exigência de retirar cerca de 10 canais, incluindo o da estação noticiosa CNN, na sua versão em espanhol, por esta transmitir imagens de manifestações contra o regime venezuelano.

A Direct TV é também uma plataforma importante para a transmissão de canais televisivos estatais muito criticados pela oposição, que considera serem meros instrumentos de propaganda.

A Direct TV serve ainda para difundir o canal Globovision, uma rede de canais televisivos privada que é propriedade de um empresário muito próximo de Nicolas Maduro e que está a ser investigado nos Estados Unidos por suspeita de desenvolver operações de lavagem de dinheiro.

Embora a AT&T não ganhe dinheiro com as suas operações venezuelanas, há vários anos, a empresa foi relutante em encerrar as suas operações naquele país sul americano, por causa da sua participação de mercado, de 44%, e o seu compromisso com um centro de transmissões por satélite, a partir do qual a Direct TV transmite cerca de um terço da sua programação para várias partes da América do Sul.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.