"Perdemos 13 crianças neste tumulto e outras estão feridas no hospital", disse David Kabena, chefe da polícia de Kakamega, à imprensa. "Iniciámos uma investigação para descobrir exatamente o que aconteceu", afirmou.

O incidente ocorreu por volta das 17h00 locais, quando os estudantes deixavam a escola. Um movimento de pânico ocorreu por uma razão ainda desconhecida.

A Cruz Vermelha do Quénia, que participou nas operações de socorro, dá conta na sua conta no Twitter de uma "debandada mortal na escola primária de Kakamega”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.