“Quero que cada americano esteja preparado para os dias difíceis que se avizinham. Vamos atravessar duas semanas muito difíceis”, afirmou Trump na conferência diária na Casa Branca, juntamente com o gabinete de crise contra a pandemia.

Trump acrecentou que estão a ser recolhidos cerca de 10 mil ventiladores porque “o aumento está a chegar” e depois, “com esperança, (…) vamos começar a ver alguma luz ao fundo do túnel”.

Nas últimas 24 horas, foram registadas 700 mortes nos Estados Unidos, atingindo o número de 3.900.

Até a noite desta terça-feira, tinham sido registados mais de 188 mil casos positivos

Donald Trumpo acrescentou que os esforços para o distanciamneto social são uma questão de vida ou morte e pediu aos americanos que sigam as regras do Governo.

Na conferência de imprensa, Anthony Fauci, o principal especialista de doenças infecciosas do país, disse que os números são preocupantes e pediu aos americanos que acelerem os esforços para mitigar a doença.

“Nós continuamos a ver as coisas subirem, não podemos ser desencorajados porque a mitigação na verdade está a funcionar e vai funcionar”, afirmou.

A médica especialista Deborah Birx, coordenadora do gabinete de crise, por seu lado, reconheceu que as primeiras projeções colocavam o número de mortes entre 1,5 milhão e 2 milhões, mas que esse era o pior dos cenários, que não levava em consideração os esforços de distanciamento social.

“Nós realmente acreditamos que podemos ter resultados melhores que este”, concluiu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.