A Reuters reporta que Bashir disse, neste sábado, 31, no tribunal de Cartum, que recebeu 25 milhões de dólares do príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman, mas não usou o dinheiro para fins particulares.

Não há indicações sobre a forma como Bashir terá usado o dinheiro.

O Tribunal Penal Internacional acusou o ex-líder sudanês de 75 anos de idade por crimes de guerra, crimes contra a humanidade e genocídio durante a guerra na região de Darfur.

Em maio, Bashir também foi acusado de incitação e envolvimento na morte de manifestantes contra o seu governo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.