No Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, Mike Pompeo recebeu cumprimentos de despedida do ministro angolano das Relações Exteriores, Manuel Augusto, da embaixadora dos Estados Unidos da América em Angola, Nina Maria Fite, entre outras individualidades.

Em Luanda, o governante norte-americano foi recebido em audiência, na manhã de hoje, pelo Presidente da República, João Lourenço, com quem analisou as relações diplomáticas e de cooperação entre os dois países.

A seguir, em conferência de imprensa, no Ministério das Relações Exteriores, Mike Pompeo reafirmou o apoio do seu país às reformas em curso em Angola e assegurou ajuda para o repatriamento de capitais retirados ilicitamente do país.

A sua agenda de trabalho contemplou, também, a participação numa mesa redonda com líderes de negócios, no Museu da Moeda, bem como uma reunião com membros da Missão Diplomática do seu país em Angola.

Antes de Angola, o chefe da diplomacia norte-americana esteve no Senegal.

Da capital angolana Mike Pompeo partiu para Adis Abeba, Etiópia.

Relações Angola – Estados Unidos

Angola e os Estados Unidos assinaram, em 2010, um acordo de parceria estratégica, e cooperam em vários domínios, com realce para o comércio, as finanças, a energia, indústria transformadora, segurança, saúde e justiça.

Angola exporta para os Estados Unidos petróleo e diamantes e compra a este país alimentos, equipamentos para o sector petrolífero e maquinaria diversa.

Recentemente, os Estados Unidos manifestaram apoio a Angola nos esforços de combate à corrupção.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.